Publicado em 07/07/2022 às 18:07

Compra

Saiba o Que É Amortização e Como Funciona!

Se você chegou até aqui, certamente, está interessado em entender melhor a amortização e como ela funciona, não é mesmo?

Saiba que esse termo é muito comum no mercado financeiro, principalmente, quando o assunto é empréstimo e financiamento. 

Como há muitas regras que envolvem a amortização, é sempre bom entender todos os detalhes sobre o que é amortização, como funciona o cálculo, etc. 

Vem com a gente e encontre tudo que precisa saber sobre o sistema de amortização

O Que É Amortização?

Amortização

A amortização é o processo que reduz o valor total de uma dívida a partir de pagamentos periódicos, que podem ser variados ou fixos, sendo que o atraso das quitações pode incidir em juros.

Conforme as parcelas são pagas, os valores da dívida reduzem, diminuindo, assim, o saldo final. 

O Que É Amortizar Parcelas?

Amortizar parcelas é quando uma pessoa contrai um empréstimo ou financiamento com uma instituição bancária e paga essa dívida por meio de parcelas, com taxas variadas e juros. 

Como já explicamos no tópico acima, ao passo que as parcelas são pagas, o valor final da dívida vai diminuindo. Essa redução leva o nome de amortização.

Como Funciona Amortização de Dívidas?

A amortização de dívida funciona como uma diminuição dos valores obtidos por meio de empréstimo ou financiado, que foi contrato, mediante ao pagamento em parcelas 

Sendo assim, a cada parcela paga, a dívida contraída com um banco, por exemplo, fica menor, já que o saldo é amortizado ao longo dos meses com o pagamento das parcelas. 

No entanto, no sistema de amortização, as parcelas têm um acréscimo de juros ou outras taxas previstas em contrato, que é onde a instituição financeira obtém o seu lucro ao conceder o crédito, seja ele de empréstimo ou financiamento

Como Calcular a Amortização?

Amortização

Para calcular a amortização, é preciso levar em consideração algumas variáveis, que vamos te explicar cada uma delas nos tópicos a seguir:

Sistema de Pagamento Variável

O Sistema de Pagamento Variável é um método que atua com pagamentos periódicos de valores variáveis, tendo como base as condições financeiras do devedor.

Esse é um método muito usado pelas operadoras de cartões de crédito convencionais, sendo que não há uma fórmula fixa, já que as variações dependem de cada instituição financeira.

Sistema Price (Sistema Francês)

A amortização no Brasil também usa o sistema price, conhecido também como sistema francês. Nesse caso, os valores são constantes, ou seja, ao contratar um empréstimo ou financiamento, os juros e o valor da parcela não sofrem alteração. 

Sistema de Pagamento Único

Neste sistema de pagamento único, o devedor deve fazer o pagamento do valor total em uma única parcela, que tem o acréscimo de juros. 

Sistema Alemão

O Sistema Alemão também é usado na amortização de dívida. Nesse caso, ele possibilita o pagamento antecipado dos juros, com parcelas iguais, porém, a primeira prestação paga refere-se apenas aos juros cobrados na obtenção do empréstimo. 

É um método pouco usado, principalmente, porque as parcelas são longas. Além disso, esse sistema tem juros decrescentes ao longo do tempo, fazendo com que o valor final das prestações diminua.

Sistema de Amortização Misto (Sam)

O sistema de amortização misto, que usa a Price e o SAC, faz uma média das parcelas obtidas pelos dois sistemas.

Dessa forma, no preço final do empréstimo ou financiamento, são adicionados os critérios de ambos os sistemas, mas de uma maneira equilibrada. 

No Sam, as parcelas não tem variações, como acontece com a SAC, mas também não é fixa como no sistema Price. 

Sistema Americano de Amortização (Saa)

No Sistema Americano de Amortização, os juros das parcelas são pagos em períodos pré-fixados. Já a quitação da dívida acontece em uma única parcela, incluída apenas ao final do contrato.

Sistema de Amortização Constante (Sac)

O SAC é um sistema de amortização que usa o método “juros sobre juros”, tão conhecido pelos brasileiros. É um método muito comum no sistema financeiro brasileiro, principalmente, em financiamentos. 

Nesse caso, o valor de cada parcela não é alterado ao longo do tempo, porém, sofre mudanças entre o valor da amortização da dívida e os juros acrescidos

Como Escolher o Melhor Sistema de Amortização?

Para escolher o melhor sistema de amortização, você precisa levar em consideração as suas condições financeiras e se tem grana para arcar com as parcelas.

Verifique também o tempo estimado para pagar a dívida e se esse período é viável para a sua condição financeira. Analise também quais desses sistemas apresentados acima impactam menos no seu orçamento a curto, médio e longo prazo. 

A partir dessas respostas, é possível escolher o sistema de amortização mais viável

Conclusão

Na hora de financiar, a amortização é uma questão que precisa ser analisada com calma para você não sair no prejuízo e conseguir pagar a dívida de forma tranquila.

Se está em busca de imóveis prontos ou terrenos para financiar, nossa  plataforma Urbay é o que você precisa. Nosso portal oferece os mais diversos tipos de casas, apartamentos e terrenos em todo o Brasil e das melhores construtoras e incorporadoras do país.

No nosso portal, você também pode tirar todas as suas dúvidas com uma equipe especializada no setor imobiliário, que te ajuda a vender com mais facilidade e segurança.

Acesse agora mesmo a plataforma Urbay e encontre as melhores opções para morar ou investir. 

 

Nós usamos cookies

Este site usa cookies para aprimorar sua experiência de navegação.

ok