Publicado em 07/07/2022 às 18:04

Compra

Projeto Luminotécnico: Benefícios, Dicas e Como Criar?

Pretende criar um projeto luminotécnico, mas não faz ideia por onde começar? Saiba que esse planejamento de iluminação faz toda a diferença nas sensações de um ambiente. 

Se feito de maneira errada, você pode ter espaços escuros, prejudicando atividades essenciais. Do contrário, o excesso de luz artificial pode ser danoso para os moradores, provocando cansaço na visita.

Por isso, elaborar um projeto luminotécnico pode trazer bem-estar e aconchego aos espaços. Vamos entender mais sobre os benefícios de um projeto de luminotécnica e as melhores dicas para criar o seu!

O Que É Um Projeto Luminotécnico?

projeto luminotécnico

Um projeto luminotécnico é um planejamento capaz de aliar a luz natural e artificial no sentido de proporcionar o melhor conforto, funcionalidade e economia de energia em residências ou outros edifícios. 

Normalmente, um projeto luminotécnico residencial ou corporativo é dividido em sistema geral, que atende as necessidades funcionais dos espaços, e um método secundário, responsável pela ambientação do local. 

O projeto luminotécnico é feito por meio da utilização de vários tipos de iluminação para garantir os efeitos desejados. 

Quais os 3 Benefícios do Projeto Luminotécnico?

Os projetos luminotécnicos garantem a economia do consumo de energia, uma vez que são usadas luminárias mais eficientes para obter o nível de luz ideal. 

Outro benefício é que uma planta luminotécnica e tornar os espaços iluminados com base em normas técnicas. 

Além disso, esse tipo de projeto melhora também a eficiência na operação, tornando os espaços mais produtivos para atividades de trabalho ou relaxamento, com segurança e bem-estar.

Quais os Tipos de Projeto Luminotécnico?

Hoje em dia, há diversos tipos de projetos luminotécnicos. Por isso, é importante conhecer os detalhes e funcionalidades de cada um para escolher o melhor para sua casa ou edifício corporativo. Confira!

Iluminação Difusa

A iluminação difusa é considerada a mais tradicional e usada pelo mercado, sendo responsável pela iluminação geral de um edifício. 

Esse tipo de iluminação precisa atender um nível mínimo de iluminação que, inclusive, é determinada pela norma NBR 5413. 

A iluminação difusa tem como característica a utilização de lâmpadas no teto, que podem estar centralizadas ou espalhadas de maneira uniforme, mas sem produzir contraste, tornando o  projeto luminotécnico confortável. 

Iluminação Direta

Já a iluminação direta é um projeto que tem como objetivo chamar a atenção diretamente para um determinado elemento ou superfície. 

Nesse caso, o projeto luminotécnico pode usar suporte de uma luminária, lâmpada ou abajour, que tenha um feixe direcionado. 

Iluminação Indireta

O projeto luminotécnico utilizando a iluminação indireta é aquele quando o fluxo luminoso atinge uma determinada uma superfície refletiva antes de ser distribuída pelo espaço.

Esse tipo de iluminação pode ser usado em sancas de gesso, escadas,  corrimão, espelhos e fachadas, permitindo que a luz seja espalhada pela superfície de maneira uniforme, sem que haja ofuscamento, produzindo, desta forma, um efeito intimista. 

Luz Destaque

Um projeto de luminotécnica com luz de destaque é aquele que usa as luzes para chamar a atenção para determinados objetos.

Nesse caso, os projetos costumam usar uma iluminação de 3 a 10 vezes maior do que uma planta geral. 

Para você entender, nas casas, esse tipo de projeto luminotécnico usa luzes para dar enfoque em plantas, quadros e paredes. No caso de edifícios comerciais, as luzes são usadas em gôndolas, araras e vitrines.

Luz Efeito

A luz é usada de forma muito específica, especialmente, quando a proposta é criar efeitos de luz e sombra. Nesse tipo de projeto luminotécnico, o elemento principal é a própria luz.  

Iluminação Decorativa

A iluminação decorativa costuma ser usada em projeto de interior, onde o personagem principal não é o efeito da luz, mas sim um determinado elemento de decoração, que produz a luz.

Esse efeito é obtido por meio da utilização de arandelas e lustres em projetos residências com o pé direito maior.

Como Elaborar Um Projeto Luminotécnico?

projeto luminotécnico

Para elaborar um projeto luminotécnico, é preciso considerar, primeiramente, a intensidade da luz adequada para o espaço em questão.

É preciso ainda calcular a luz natural artificial para promover o bem-estar visual. Por isso, o profissional contratado para a criação do  projeto luminotécnico precisa levar em consideração o projeto arquitetônico e as normas técnicas.

Somado a isso, é preciso levar em consideração a distribuição do mobiliário, as particularidades para o tipo de instalação e o consumo de energia e automação.

A partir disso, o projeto é desenvolvido de acordo com as necessidades do espaço, que  determinará o número de pontos e o tipo de luminária usada. 

Os profissionais especializados são chamados de designers de iluminação, que fazem todo o levantamento técnico do ambiente, cálculos e elaboração do projeto.

Conclusão

Já sabe qual projeto luminotécnico combina mais com as suas preferências e necessidades? Na hora de criar o seu, lembre-se de contratar um profissional qualificado para garantir os efeitos de luz desejados. 

Está procurando um imóvel para morar ou investir? Seu lugar é na plataforma Urbay, um site dinâmico, que reúne casas, apartamentos e terrenos das melhores construtoras e incorporadoras do mercado.

No nosso site, é possível tirar suas dúvidas com uma equipe especializada e que te ajuda a encontrar o imóvel certo para a sua família. Acesse agora mesmo a plataforma Urbay e encontre as melhores opções de casas, terrenos e apartamentos.

 

Nós usamos cookies

Este site usa cookies para aprimorar sua experiência de navegação.

ok